Contribuição sindical deve ser paga até dia 29

25 de janeiro de 2016 § Deixe um comentário

empresas-tem-ate-dia-31-para-acertar-contribuicao-sindicalTodas as empresas, com exceção das optantes pelo Simples Nacional, têm até o dia 29 deste mês para fazer o recolhimento da Contribuição Sindical Patronal. O empresário contábil Reginaldo da Silva, explica que o artigo 149 da Constituição Federal e os artigos 578 e 579 da CLT estabelecem a obrigatoriedade de se recolher a contribuição. “No entanto a Lei Complementar 123/2006 isenta as empresas do Simples”, afirma.

Apesar de algumas empresas não estarem obrigadas, é importante lembrar que a contribuição é a principal fonte de custeio e manutenção dos sindicatos. E são essas entidades que exercem importante papel na defesa dos interesses de seus representados em causas relacionadas ao desenvolvimento de sua atividade econômica.

Pague menos impostos dentro da lei

18 de janeiro de 2016 § Deixe um comentário

imposto-de-rendaMuitos empresários estão apreensivos com o cenário econômico em 2016. Além da queda na demanda de produtos e serviços, é provável que, para equilibrar as suas contas, os governos Federal, Estaduais e Municipais continuem aumentando a carga tributária. Dentro desse contexto, um planejamento tributário bem executado torna-se fundamental para aprimorar a competitividade da sua empresa. Em outra palavras a ideia é fazer uma análise do negócio para saber qual regime tributário oferece a chance de diminuir impostos.

O empresário contábil Marcelo Scomparin explica que um bom planejamento tributário não se faz generalizações, como por exemplo, “o Simples Nacional é mais barato”, ou o “lucro presumido tem menor fiscalização”. “A definição do regime adequado para cada empresa requer uma análise cuidadosa de diversos cenários”, afirma.

Vários profissionais oferecem esse serviço, mas certamente o seu contador é a pessoa mais adequada para fazer o estudo. Além de estar atualizado com as últimas mudanças na legislação tributária, ele também conhece a sua empresa como ninguém. No entanto, exija dele uma análise aprofundada. Não peça um brinde ou um “quebra-galho”. Remunere-o adequadamente para que os benefícios sejam reais.

Caiu na malha fina? Saiba o que fazer

11 de janeiro de 2016 § Deixe um comentário

RestituiçãoA Receita Federal do Brasil divulgou em dezembro o último lote de restituição do Imposto de Renda 2015. Quem não estava neste lote, nem nos seis lotes anteriores, automaticamente caiu na malha fina. Segundo o Fisco, 617.695 declarações ficaram retidas na malha no ano passado.

Os contribuintes nesta situação podem acessar o extrato da declaração para identificar os motivos que o levaram à malha fina, e fazer as devidas correções para ter a situação resolvida. O documento fica disponível no e-CAC que pode ser acessado pelo endereço https://cav.receita.fazenda.gov.br.

Assim como nos últimos anos, o principal motivo de retenção foi a omissão de rendimentos presente em quase 30% dos casos. Em segundo lugar, aparecem divergência de informações sobre despesas com previdência oficial ou privada, respondendo por 24% das retenções. Depois, com 21%, despesas médicas.

O empresário contábil Antonio Romero Filho explica que o ideal é se antecipar à intimação da Receita e tentar regularizar a situação o quanto antes. “Se a declaração apresenta informações incorretas ou incompletas, o contribuinte deve enviar uma declaração retificadora”, orienta.

Ao fazer a retificação você pode ficar isento de multas. A penalidade só é aplicada se houver IR a pagar e se o imposto não foi quitado. Antes de uma notificação da Receita, a multa é de 20% sobre o valor do imposto. No entanto, se o contribuinte for notificado pelo fisco, a multa já passa a ser de 75%.

Mude para crescer!

4 de janeiro de 2016 § Deixe um comentário

business man growing up single money sproutO mercado muda a cada instante e empreender exige cada vez mais conexão e conhecimento. O seu negócio evolui e se transforma no mesmo ritmo? Essa é uma questão que deve ser discutida para quem não quer deixar seu negócio morrer. Mudanças são arriscadas, mas ficar para trás, pode ser fatal.

É preciso enxergar o futuro e descobrir o que você deve fazer para colocar o seu negócio a frente dos outros. Com isso, quando os demais iniciarem esse processo, você já estará lucrando com as mudanças. No entanto, é importante verificar a demanda para a inovação do seu negócio. Não apurar esse ponto, antes de começar a mudança, pode trazer problemas durante o processo.

Depois de analisada a demanda, não se pode esquecer do público. A mudança brusca pode acabar com as expectativas do cliente que espera uma transformação agradável. É necessário buscar o que o público deseja e começar aos poucos, oferecer um novo serviço ou, simplesmente, se diferenciar dos outros.

Vale lembrar que a inovação não é apenas a criação de um novo mercado, mas também pode ser a remodelagem de um produto já existente. Uma dica para atingir esse objetivo é realizar uma análise dos pontos positivos e negativos, e a partir dessas informações torná-lo mais competitivo.

Somado a tudo isso, não ter medo da mudança é fundamental para que o seu negócio vá para frente. O melhor é se preparar. Capacitar e treinar a equipe, estudar, pesquisar, avaliar as tendências, testar, errar e consertar. Então, está esperando o quê? Chegou a hora de mudar!

Informações do inventário devem ser reais

28 de dezembro de 2015 § Deixe um comentário

Invent--rio-de-estoqueChegamos ao fim do ano e o momento é de colocar as obrigações com o fisco em dia. Entre 31 de dezembro e 5 janeiro é necessário fazer a contagem física e monetária do estoque de sua empresa. Esse trabalho serve para o seu contador elaborar o Balanço Patrimonial e a Escrituração do Livro de Registro de Inventário.

Segundo a empresária Marta Terra a veracidade das informações contidas no inventário é fundamental para evitar problemas com a Receita Federal do Brasil. “O fisco possui um arsenal de informações para fazer o cruzamento de dados. Se aquilo que foi informado no inventário não corresponde à realidade, a empresa pode ser autuada”, alerta.

Você sabe comunicar as férias coletivas?

21 de dezembro de 2015 § Deixe um comentário

889311340808d0ea2361076aba39ff17As luzes de natal nas ruas já indicam o fim do ano. Dezembro é a época que muitas empresas param para renovar as energias e começar o novo ano com força total. Porém, antes de conceder as férias coletivas aos funcionários, os empresários devem tomar alguns cuidados com os requisitos que devem ser obedecidos.

Segundo a empresária contábil Carla Davanço, um dos pontos mais importantes é que as férias precisam ser comunicadas ao Ministério do Trabalho e ao sindicato da categoria dos funcionários com um prazo mínimo de 15 dias. “Uma guia também deve ser afixada dentro da empresa em lugar visível por todos”, orienta.

Outro ponto importante é que, nas férias coletivas, todos os funcionários de uma área ou departamento, ou mesmo de toda a empresa, devem ser incluídos. Não é possível dispensar quase todos e manter apenas um de plantão.

A empresa que não cumprir com as obrigações está sujeita a multa de R$ 170,26 por empregado. Se você tem dúvidas e deseja obter outras orientações, principalmente sobre o envio do comunicado ao MTE e sindicatos, entre em contato com a sua prestadora de serviços contábeis.

Destine parte do seu IR para ajudar trabalhos sociais

14 de dezembro de 2015 § Deixe um comentário

3-catolicaVocê sabia que pode dar um destino muito mais humano e solidário ao seu Imposto de Renda? O processo é simples e consiste apenas em destinar parte do valor que seria pago para projetos do Fundo da Infância e Adolescência (FIA) e do Fundo Pró-idoso. Os recursos destinados aos respectivos fundos são aplicados em projetos de proteção e defesa de crianças, adolescentes e idosos em situação de risco ou vulnerabilidade social no seu município.

Todo cidadão, que tem imposto a pagar ou a restituir, e que faz a Declaração do Imposto de Renda por meio do modelo completo, pode destinar até 6% do seu IR aos fundos. Empresas que são tributadas pelo lucro real também podem colaborar, mas o repasse é limitado a 1% do imposto. No dois casos os recursos devem ser destinados até o dia 31 de dezembro. Além disso, é importante que o contribuinte envie uma cópia do boleto de pagamento para a entidade beneficiada, ou para a secretária de Assistência Social.

Segundo o empresário contábil Ademir Malavazi, muitos contribuintes ainda não fazem a destinação por terem medo de cair na malha fina. Mas ele ressalta que esse receio é infundado. “A destinação é legal e bem segura. Você pode fazer a destinação tranquilamente que não vai cair na malha por esse motivo”, afirma.

No caso das pessoas físicas ainda será possível fazer o repasse entre 1º de janeiro e 31 de abril do próximo ano. No entanto, nesse período o repasse fica limitado a apenas 3% do imposto devido. Se você tem dúvidas em relação ao processo, procure a sua prestadora de serviços contábeis para mais informações.

  • Seja Bem Vindo!

    Este espaço apresenta informações sobre o panorama legislativo, tributário, trabalhista e fiscal.. É um ambiente preparado para o empresário de micro e pequena empresa que busca informações para um melhor relacionamento com o fisco e seus públicos de interesses.

    Colegas jornalistas e pauteiros fazem parte deste projeto. Um cafezinho e um bom bate-papo são sempre oportunos.

    Um forte abraço e ótima leitura.

  • Produtor

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

    Junte-se a 163 outros seguidores

  • Fato Gerador

  • Arquivos

  • Posts Recentes

  • Nós no youtube

  • Tags

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 163 outros seguidores